Menu

Notícias

Pandemia transforma rotinas profissionais no Rio Grande do Norte

Data: 22 de abril de 2020

Instituições de ensino mudam metodologia pedagógica

Já as escolas e faculdades, por exemplo, precisaram se adequar à realidade de outra forma: ofertando as aulas virtuais em substituição às presenciais. Os professores, por sua vez, trocaram o quadro e o pincel por câmeras e computadores.

Com a pandemia, a rotina de Renata Barcellos, professora de inglês do Instituto Educacional Casa Escola, mudou. “Só não mudou o horário de acordar”, brinca. “A minha rotina profissional passou a ser na frente do computador, criando formas de tornar as aulas mais leves para os alunos neste momento tão difícil. O planejamento é diferente, pois as atividades precisam ser adaptadas à realidade virtual”, relata.

Z Pandemia transforma rotinas profissionais no Rio Grande do Nortewhatsapp-image-2020-04-21-at-15.47.43 Pandemia transforma rotinas profissionais no Rio Grande do Norte

Professora Renata Barcellos está em home office — Foto: Cedida

Os alunos da Casa Escola, da Educação Infantil ao 9º ano, estão em contato com os seus respectivos professores, os mesmos que ministravam as disciplinas presencialmente, por meio de plataformas digitais. Entre as ferramentas estão sendo utilizados recursos do Google como o Drive, Hangout Meet e outros, como Jitsi meet e Edmodo, ambientes que servem para depositar os trabalhos escolares, os vídeos, retomar as atividades e estar on-line com os alunos.

Sobre essa migração para as aulas por videoconferência, a professora considera que tem sido desafiada a pensar e elaborar dinâmicas e atividades que sejam interessantes para os alunos nessa nova realidade. “Normalmente, temos atividades interativas o tempo todo e a oralidade é constantemente incentivada através de jogos e dinâmicas. Estou tendo que bolar formas de não sair desse formato, mesmo tendo aulas em um formato completamente diferente. Virtualmente, consigo jogar, interagir com eles e fazer apresentações como se fosse um slide em sala de aula, por exemplo”, detalha.

Apesar das facilitações que a tecnologia permite, este período de pandemia também impõe desafios pessoais, por causa do isolamento social. Os professores muitas vezes também são pais e mães, com seus filhos integralmente em casa, como Renata, que precisa lidar com duas crianças enquanto trabalha. “Manter o silêncio em casa enquanto dou aula é bem complicado, mas eles estão se adaptando e me ajudando mais a cada dia que passa”, comenta. Ela também percebe que as famílias, assim como a escola e os professores, estão também em adaptação. “As realidades e necessidades de cada família neste momento são diferentes e nós precisamos achar este meio termo, e isto não é tão fácil quanto pode parecer”.

Fonte: G1 RN

← Voltar
Agende sua visita